As pesquisas do LUME são ancoradas em três diferentes cenários:

1.  Investigação Artística

2.  Investigação Conceitual

3.  Investigação Formativa


Pesquisas de CENÁRIO ARTÍSTICO

Pesquisar, experimentar e sistematizar processos criativos e procedimentos técnicos de treinamento para a potencialização de acontecimentos estéticos presenciais, tendo como objetivo a intensificação do corpo do atuador com vistas a construção de efeitos de presença e sua posterior manifestação cênica espetacular buscando, nessa espetacularização, processos criativos singulares e inovadores para a criação. Baseado nessa premissa, vem desenvolvendo ao longo dos anos, metodologias próprias para as práticas de atuação.

LINHAS DE PESQUISA desse cenário

1) Treinamento Técnico e Energético e de Manutenção Física para o Atuador

Busca gerar e experimentar metodologias e procedimentos de formação do ator, dançarino ou performer com o intuito de ampliar suas potências de efeitos de presença cênica.

2) Dança Pessoal

É a elaboração e codificação de uma técnica pessoal de representação que tenha como base a dilatação e dinamização das energias potenciais do ator. Dar forma às diferentes tonalidades e nuances que compõe a corporeidade (corpo e voz) pessoal de cada ator, esculpindo as dinâmicas das ações encontradas no tempo e no espaço. Utilização da técnica pessoal de representação na montagem de espetáculos.

3) Mímesis Corpórea

Consiste no processo de codificação de ações físicas  obtidas pelo ator através de observação e recriação do outro, seja esse outro entendido como corpos, fotos, animais, espaços arquitetônicos, etc. O modo como este material é poetizado na cena teatral também é foco de pesquisa.

4) O palhaço e o sentido cômico do corpo

Investigar a comicidade do corpo na relação direta com a figura histórica e social da figura do palhaço. Pesquisa também o repertório de gags clássicas, a pedagogia da comicidade e do palhaço, processos criativos relativos à espetáculos de palhaço e a sistematização de todos esses procedimentos.

5) Teatralização e poetização de espaços não convencionais

Busca colocar o ator diretamente em contato com o público nas ruas, praças etc e investiga experimentos cênicos que implodam o espaço teatral restrito e histórico do palco italiano.

6) Laboratório FUGA!

Realizar experimentos performáticos e cênicos com hibridismo de linguagem teatro/dança/performance.


Pesquisas de CENÁRIO CONCEITUAL

Pesquisar questões teórico conceituais relativas e calcadas nos cenários artísticos e formativos tanto em suas inserções contextuais mais abrangentes como nas possíveis conexões interdisciplinares no campo da cultura e dos estudos sociais, políticos, científicos, históricos, antropológicos, filosóficos, linguísticos e da área da saúde. Busca realizar uma cartografia de tensões, transformações e contaminações nessa transdisciplinaridade conceitual.

Vale ressaltar que no âmbito das pesquisas desse cenário há uma aproximação direta entre LUME e o Programa de Pós-Graduação em Artes da Cena - IA - UNICAMP (PPGADC) no qual a linha interna do LUME "Conceituações sobre o corpo em arte" dialoga diretamente com a linha "Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena". Três aotres-pesquisadores do LUME (Renato Ferracini, Ana Cristina Colla e Raquel Scotti Hirson) são professores credenciados nesse programa e nessa linha ministrando disciplinas e orientando mestrados e doutorados.

LINHAS DE PESQUISA desse cenário

7a) Conceituações sobre o corpo-em-arte (LUME)

A discussão do corpo-em-arte do atuador esbarra em dificuldades conceituais bastante complexas. Conceitos como presença, organicidade, pré-expressividade, energia entre outros resvalam, como não poderia deixar de ser, por expansões, criações, recriações, esvaziamentos, fissuras, contrações e redimensionamentos constantes. Essa linha de pesquisa busca debates e reflexões acerca desses conceitos em um plano transdisciplinar teatro-filosofia.

7b) Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena (PPGADC)

Abriga a investigação teórica ou teórico-prática dos processos de formação, técnicas, sistemas, métodos, treinamentos, exercícios, propostas de formação/aprendizagem e pesquisa dos artistas da cena, que se constituem enquanto saberes e práticas produzidos na própria área, no constante diálogo com outros campos de conhecimento, que alimentam e são reelaborados na ação e pensamento artísticos. Os estudos de procedimentos formativos, técnicos e experimentais do ator, bailarino e performer podem implicar também no questionamento das visões de mundo que lhe são subjacentes, assim como das transformações históricas do próprio sentido da atividade artística.

8)  Escrita Performativa

Investigar as possibilidades de experimentação discursiva com as tensões geradas no e pelo corpo-em-arte. Conta com a participação de bailarinos e atores, permitindo sua organização e conceituação teórica, além de experimentar outras relações entre a teoria e a escrita discursiva.


Pesquisas de CENÁRIO FORMATIVO

Sistematizar os procedimentos de conjunto de práticas geradas nas experiências de cenários artísticos com vistas a sua disseminação otimizada para a comunidade artística e acadêmica. Busca gerar procedimentos organizados para cursos de curta e longa duração, assessorias práticas a artistas e grupos, além de promover a construção de demonstrações práticas de trabalho para dissecar os possíveis processos de criação do atuador. Além disso, busca sistematizar pensamentos conceituais baseadas nas pesquisas práticas para serem aplicadas em cursos teóricos e em disciplinas de pós-graduação.

LINHA DE PESQUISA

9) Processos e procedimentos de formação para o atuador