• Cravo-por-Juliana-Hilal-(3).jpg
  • Cravo-por-Juliana-Hilal-(144).jpg
  • Cravo-por-Juliana-Hilal-(2).jpg
  • Cravo-por-Juliana-Hilal-(166).jpg

Espetáculo fora de cartaz.

Magnetizando o público, eles falam para nós de uma forma profundamente humana. Uma dedicação ao ofício da arte teatral. É a beleza e a relação do teatro físico no seu auge

(Brenda Bishop, THE TIMES-STANDARD, Estados Unidos, 2000)

SINOPSE

Os palhaços Carolino e Teotônio chegam com suas malas. Dois grandes patetas que, como lados de uma mesma moeda, se completam e se opõem, compondo um entrelaçar de situações ridículas e delicadas dentro de um universo de objetos lúdicos. Com seus jogos e gags, danças e duelos que destilam uma afeição subliminar, esta inseparável dupla toca profundamente o espectador. Construído a partir da interação da clássica dupla de palhaços – conhecida como o Branco e o Augusto e imortalizada pela famosa dupla do cinema “o Gordo e o Magro” –, o espetáculo utiliza as relações humanas como matéria prima, especialmente a relação dos palhaços com a plateia, elemento sem o qual as brincadeiras não poderiam acontecer.  Criado em 1996, foi apresentado em diversas cidades do País, e também na Espanha, Finlândia, Egito, Israel, Bolívia, França, Equador, Estados Unidos, Itália, Nicarágua e Portugal.



FICHA TÉCNICA

Criação e concepção: Ricardo Puccetti e Carlos Simioni

Atores: Ricardo Puccetti (Teotônio) e Carlos Simioni (Carolino)

Concepção e confecção de cenografia e acessórios: LUME e Abel Saavedra

Coordenação técnica: Francisco Barganian

Design gráfico: Arthur Amaral

Registro audiovisual: Alessandro Soave

Direção de produção: Cynthia Margareth 

Assessoria de comunicação: Marina Franco

Realização: Lume Teatro